Quinta-feira, 19 de maio de 2022, às 10:52:07- Email: [email protected]



A expressiva lucratividade da Petrobras precisa de esclarecimentos

A princípio, o que se sabe é que, a Petrobras ultrapassou a margem obrigatória de lucro estipulada em 25% ao ano.

Em meio a uma crise mundial ocasionada pela guerra entre Rússia e Ucrânia, os preços dos combustíveis tendem a disparar e puxar a inflação para as alturas e ocasionar uma enorme crise. O momento é bastante oportuno para a Petrobras explicar a política de preços adotada no Brasil e, para isso, o Senado deve convidar o presidente da estatal, Joaquim Silva e Lina, para também sobre os lucros da empresa.

A princípio, o que se sabe é que, a Petrobras ultrapassou a margem obrigatória de lucro estipulada em 25% ao ano. No ano passado (2021), a estatal somou R$ 106 bilhões de lucros e desse montante foram repassados aos acionistas o equivalente a R$ 101 bilhões. Essa maravilhosa lucratividade ocorreu em um ano em que o brasileiro viu o preço da gasolina subir 16 vezes e do diesel foram 12 vezes. O preço da gasolina subiu cerca de 46% em 2021 com acumulado de 68,6%. Já o diesel o acumulado foi de 64,7%.

- Advertisement -

A situação também não foi nada boa para as despesas domésticas. O aumento do botijão de gás de cozinha chegou a 35,16% no acumulado de 2021, bem acima da inflação que fechou o ano em torno de 11%. O produto foi o vilão das despesas familiares e a tendência é que continue interferindo no orçamento familiar.

Os senadores precisam cobrar da Petrobras e do governo federal uma nova política de preços priorizado o custo pago pelo consumir final. Até o momento, a política aplicada favorece apenas aos acionistas que veem seus lucros crescerem às custas do sofrimento da população brasileira. Caso não haja uma intervenção rápida, o Brasil terá dificuldades para conter a inflação e correrá risco de recessão, devido a disparada de preços que deve afetar toda e economia nacional.

Diário da Amazônia

Compartilhar notícia:






Veja mais notícias