Cacoal é a primeira comarca do TJRO 100% migrada para a CPE

Date:

Os cartórios das quatro varas cíveis, Juizado unificado e as duas varas criminais de Cacoal migraram para a Central de Processos Eletrônicos (CPE). A comarca é a primeira a dispensar o uso dos cartórios judiciais no Poder Judiciário de Rondônia. A mudança contribui para uma gestão mais eficiente, considerando a normatização dos procedimentos.

As duas varas criminais foram as últimas a migrarem porque ainda não contavam com processos digitais. Elas foram projeto-piloto na implantação do PJe Criminal.

O juiz Rogério Montai, da 1ª Vara de Cacoal, explica que essas mudanças favorecem à sociedade.“Apoiamos muito essa iniciativa porque nos concentramos os esforços no gabiente. À medida que o juiz e equipe dedicam seus esforços apenas no gabinete e a CPE conduz o cartório da unidade com sua própria metodologia, todos ganham e a prestação jurisdicional melhora. Essa celeridade contribui de maneira positiva para o jurisdicionado, pois, o trabalho bem articulado do gabinete e da CPE movimentam os processos mais rápido e com maior qualidade. O engenho disso tudo acaba favorecendo à sociedade”, disse.

Ivens dos Reis, magistrado da 2ª Vara de Cacoal, concorda. “A ida das varas criminais para a CPE contribuirá para a melhor normatização de procedimentos e um fluxo mais uniforme das ações penais. Além disso, a estruturação do gabinete com a figura do assistente também contribui para uma prestação jurisdicional mais célere”, acrescentou o magistrado.

A CPE concentra os cartórios judiciais das varas migradas para ela. Para agilizar o processamento dos feitos, a principal caraterística dela é utilizar expedientes uniformizados.

“Nós centralizamos os processos e os padronizamos com metodologias inovadoras e gestão mais eficiente. Se cada unidade se concentra em suas atividades primordiais, a Justiça de Rondônia apresenta resultados ainda melhores”, pontuou a secretária de 1º Grau, Cidinha Fernandes.

Varas criminais migradas para a CPE

Também já migraram para a CPE as 1ª e 4ª varas criminais e a Vara de Execuções e Contravenções Penais (VEP) da comarca de Porto Velho. Também foram migradas as Varas de Execuções Penais das comarcas de Ariquemes e Guajará-Mirim. Todos os Juizados Criminais do Estado também estão concentrados na Central.

O coordenador da CPE Criminal, Peterson Vendrameto, demonstrou empolgação com o início das migrações das varas de conhecimento: “Estamos contentes de iniciarmos as migrações das varas criminais especializadas de Porto Velho, pois serão a base para recebimento das unidades do interior separadas por competências, futuramente”.

Migração para a CPE

A CPE unifica os cartórios judiciais. Quando as varas migram para a metodologia de trabalho da CPE, as unidades tradicionais têm suas atribuições separadas em gabinete, processamento e atendimento.

implantação do PJe Criminal foi o que possibilitou as migrações das varas criminais para a CPE. Instalar o sistema em 100% das unidades judiciárias era uma das metas estabelecidas pelo Plano de Gestão da Corregedoria 2020-2021,e do corregedor-geral da Justiça de Rondônia, Valdeci Castellar Citon.

Fonte: TJ/RO

Compartilhar notícia:





Veja mais notícias

Ceeja em Cacoal deve atender 1.300 estudantes este ano; matrículas estão abertas até o dia 28

O retorno das aulas do Centro Estadual de Educação...

Prefeitura recebe veículo de transporte de maquinário obtido por emenda do deputado Mauro Nazif

Na manhã desta quinta-feira o Município de Cacoal recebeu...

Rondônia: Comprador de gado é executado a tiros em lanchonete no centro

O comprador de gado, Cicero de 52 anos, popularmente...