Sexta-feira, 19 de agosto de 2022, às 06:16:19- Email: [email protected]




Carga de remédio vai pro lixo por ser transportada de forma ilegal em Rondônia

Uma ocorrência incomum, envolvendo saúde pública, foi registrada na tarde desta sexta-feira, 7, pelas equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Ji-paraná.

Um carregamento de medicamentos que seria entregue em hospitais, postos de saúde e farmácias das cidades de Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena foi apreendido depois de constatado que eram transportados de forma completamente irregular.

Durante fiscalização de trânsito, em inspeção ao compartimento de cargas de um caminhão, os policiais rodoviários federais constataram que, no mesmo ambiente físico, baterias automotivas (produto altamente tóxico), medicamentos e insumos hospitalares estavam acondicionados de forma precária.

- Advertisement -

Fiscais da vigilância sanitária compareceram ao local e, em perícia, relataram que as mais de 20 mil caixas de remédios, pelas condições observadas, estavam inservíveis para consumo.

A elevada temperatura do compartimento, segundo especificações técnicas, inutiliza o princípio ativo transformando-o em um remédio que não geraria os efeitos esperados no organismo.

O motorista e a empresa responderão por crimes contra a saúde pública e também por transporte de produto perigoso fora das especificações legais.

PRF realizou apreensão
Medicamentos estavam sendo transportados junto com baterias automotivas

Assessoria

Compartilhar notícia:






Veja mais notícias

spot_img

TSE promove curso sobre Direito Eleitoral e Eleições 2022 para profissionais de comunicação

A Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (EJE/TSE)...

Vídeo. Cadela e filhotes são resgatados de buraco no Entorno do DF

Animais estavam em local de difícil acesso e foram...

GO: mãe ia trabalhar e deixava menina de 3 anos sozinha em casa; vídeo

conselho Tutelar foi acionado e advertiu a mãe da...

PF: médico perito federal é preso por fraude na Previdência Social

Segundo a investigação, suspeito fraudava atestados, a maioria para...