Casal de produtores cria ‘Barraca da Confiança’ que funciona sem vendedor

Date:

Confiança é a base para o negócio de um casal de produtores, em Ariquemes (RO). Valdomiro Marques e Inês Alves abriram uma banquinha que não possui vendedor: os clientes chegam, depositam o dinheiro em uma caixinha ou transferem o valor via PIX e levam o produto que escolheram.

Clientes podem depositar dinheiro em uma caixinha ou transferir dinheiro por PIX em barraca que não possui vendedor — Foto: Rede Amazônica

Clientes podem depositar dinheiro em uma caixinha ou transferir dinheiro por PIX em barraca que não possui vendedor — Foto: Rede Amazônica

 

A ideia surgiu através da necessidade de economizar tempo. Isso porque, na propriedade que possui cerca de dois hectares, o trabalho começa antes do sol nascer.

“O dia a dia nosso aqui é assim: levantar 4 horas da manhã, só tomar um chimarrão cedo e ir pra horta. Não tem sábado, não tem domingo, não tem chuva, não tem sol. É todo dia”, comenta Valdomiro.

Tem de quase tudo um pouco: hortaliças, frutas e legumes. Apesar de uma boa quantidade de produtos, o casal encontrou dificuldade na comercialização, que muitas vezes era feita de casa em casa na cidade onde moram.

Além de tomar muito tempo que poderia ser gasto na produção, o formato causava prejuízos financeiros. Por este motivo, Valdomiro e Inês criaram a “Barraca da Confiança”.

“Já aconteceu da gente perder produto, por não ter onde entregar”, relembra o produtor.

Produtores de RO criam barraca que não possui vendedor — Foto: Rede AmazônicaProdutores de RO criam barraca que não possui vendedor — Foto: Rede Amazônica

 

O modelo é simples na teoria: todos os produtos possuem o preço único de R$ 3. O cliente chega, deposita o dinheiro em uma caixinha e leva para casa o produto desejado, sem nenhum vendedor presente.

“Aqui está dando certo, graças a Deus está de acordo com a nossa ideia. Nós de manhã cedo viemos pra cá, trazemos os produtos. À tardezinha eu ou meu esposo vem aqui, pega o dinheiro e leva embora”, explica Inês.

Enquanto o casal trabalha na produção, a barraca com os itens fica na Feira do Produtor de Ariquemes. Além da caixinha para depositar o dinheiro, o cliente ainda pode fazer transferência via PIX. Fonte: G1

Compartilhar notícia:





Veja mais notícias

Ceeja em Cacoal deve atender 1.300 estudantes este ano; matrículas estão abertas até o dia 28

O retorno das aulas do Centro Estadual de Educação...

Prefeitura recebe veículo de transporte de maquinário obtido por emenda do deputado Mauro Nazif

Na manhã desta quinta-feira o Município de Cacoal recebeu...

Rondônia: Comprador de gado é executado a tiros em lanchonete no centro

O comprador de gado, Cicero de 52 anos, popularmente...