IPVA vai ter reajuste médio de 22% em 2022

Date:

A queda de ofertas de carros novos no Brasil fez os usados valorizarem mais de 20%. E como o IPVA é calculado com base no valor do veículo, não tem jeito: vai ficar bem mais caro em 2022.

A confeiteira Juliana Roberta Feitosa da Silva e o marido queriam um carro zero e não tinham pressa. Se planejaram e fizeram um consórcio. Mas, em 2020, os planos mudaram assim que souberam que teriam um filho.

“Decidimos cancelar o consórcio e comprar um usado para emergência mesmo”, relembra Juliana.

O carro já estava licenciado e com seguro pago. Em 2021, o carro ficou mais caro. O susto começou na renovação do seguro.

“Foi até um susto. Porque normalmente baixa o valor”, diz a confeiteira.

Para saber quanto você vai pagar de IPVA, consulte o valor do seu carro na tabela Fipe — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução
Para saber quanto você vai pagar de IPVA, consulte o valor do seu carro na tabela Fipe — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

E quem é dono de carro é bom preparar o bolso para gastar mais com o pagamento do IPVA em janeiro. Com problemas na produção dos carros novos, muita gente comprou o usado e o preço disparou. Ou seja, ele se valorizou em vez de se desvalorizar. Aí, como o cálculo do imposto é feito sobre o valor atual do veículo, a conta do IPVA também vai ficar mais cara.

Para saber quanto você vai pagar de IPVA, consulte o valor do seu carro na tabela Fipe. Depois multiplique pela alíquota que seu estado cobra. Ela varia conforme a região: a alíquota mais alta é de 4%, cobrada em São Paulo e Rio de Janeiro. A mais baixa 2% – cobrada no Acre, Tocantins, Espírito Santo e Santa Catarina.

Considerando o carro usado do mesmo modelo que o da Juliana, em 2020 ele valia R$ 24.523. Em 2021, subiu para R$ 30.511. O IPVA acompanhou. No começo deste ano, o valor do imposto era de R$ 980. Agora em janeiro vai para R$ 1.220, um aumento de R$ 239.

No caso da Juliana, o IPVA será R$ 239 mais caro em 2022 — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

O economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Alberto Ajzental, diz que, em média, o preço dos usados subiu 22% e o IPVA em 2022 vai acompanhar esse aumento na mesma proporção.

“O que a gente está acostumado é que você tirou o carro da concessionária e, ano após ano, ele perde o valor. Isso é natural. O que não é natural é você imaginar que os usados fiquem mais caros contando 12 meses”, destaca Ajzental.

Pagar à vista, vale a pena, claro. Mas nem todo mundo vai conseguir. Juliana se planejou.

“No ano passado que a gente comprou foi tudo inesperado, nós parcelamos. Este ano, a gente guardou uma parcela do 13º para conseguir pagar essa dívida do comecinho do ano para gente não se enforcar”, conclui.

G1

Compartilhar notícia:





Veja mais notícias

Após caçada, bebedeira e confusão entre amigos, homem acaba morto a tiros na área rural de Parecis

Na tarde desta terça-feira (18), um homicídio foi registrado...

Anvisa decide nesta quarta-feira liberação de autotestes de Covid-19

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se...

Adolescente de 13 anos tenta suicídio em abrigo de Ji-Paraná

Na noite desta terça-feira (18), a Polícia Militar e...

Pai crava faca na perna de bebê de 8 meses durante briga com esposa

Um bebê de 8 meses de idade teve uma...