Sexta-feira, 20 de maio de 2022, às 09:44:10- Email: [email protected]



Publicada lei que garante tratamento humanitário a gestantes presas

Lei também trata de assistência à saúde do recém-nascido

O governo publicou ontem (13), no Diário Oficial da União, uma lei que assegura a assistência humanitária para a gestante presa antes e durante o parto, bem como assistência à saúde do recém-nascido. O projeto havia sido aprovado no Congresso em março, tendo sua última aprovação ocorrida no Senado.

Foto: Ana Nascimento/MDS/Portal Brasil
A lei, que tem três artigos, inclui um parágrafo na Lei de Execução Penal, garantindo à mulher presa tratamento humanitário à mulher grávida. Esse tratamento deve ocorrer durante os atos médico-hospitalares preparatórios para a realização do parto e durante o trabalho de parto, bem como à mulher no período de puerpério, cabendo ao poder público promover a assistência integral à sua saúde e à do recém-nascido.

A Lei de Execução Penal já exige acompanhamento médico à presa e ao bebê, principalmente no pré-natal e no pós-parto. A lei publicada hoje entra nesse regramento e acrescenta o caráter humanitário dessa assistência.

- Advertisement -

Agência Brasil

Compartilhar notícia:






Veja mais notícias

OPERAÇAO PARADOR – AÇÃO CONJUNTA VISA O COMBATE A EXPLOSÃO SEXUAL

https://youtu.be/COxinkIItsE

NOVO SISTEMA DE PAGAMENTO POR APROXIMAÇÃO GERA PREOCUPAÇÕES

https://youtu.be/JtYpcdVFdcg

RESGATE ANIMAL- COBRA ARCO IRES

https://youtu.be/GBfnGjeC5Qo