Sexta-feira, 19 de julho de 2024, às 12:22:19- Email: [email protected]


Ministério da Saúde anuncia construção de novo Centro de Parto Normal em Guajará-Mirim

Obra faz parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento - Novo PAC - eixo "Saúde". Entenda como o local funcionará.

Projeto arquitetônico do novo Centro de Parto Normal que deve ser construído em Guajará-Mirim — Foto: Ministério da Saúde/Reprodução

O Ministério da Saúde (MS) anunciou a construção de um novo Centro de Parto Normal (CPN) no município de Guajará-Mirim, em Rondônia. A obra faz parte do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC) – eixo “Saúde”.

O PAC contemplará a retomada de obras paradas, aceleração de obras em andamento e novos empreendimentos. Veja a lista completa das cidades contempladas no estado.

Com um investimento de R$ 93 milhões, além da construção no município rondoniense, o projeto prevê também outros 30 CPN em 19 estados brasileiros. A estimativa é de que essas unidades realizem cerca de 36 mil atendimentos por ano.

Além da construção no município rondoniense, o projeto prevê também outros 30 CPN em 19 estados brasileiro — Foto: Ministério da Saúde/ Reprodução

O que é o CPN?

Conforme o Ministério da Saúde, o Centro de Parto Normal (CPN) é uma unidade de saúde destinada a acompanhar gestante que terão parto de risco habitual, fora do ambiente hospitalar. No local, serão oferecidos cuidados durante o pré-parto, parto, puerpério e atenção ao recém-nascido.

“O objetivo é ofertar um atendimento completo às gestantes”, informou a arquiteta responsável pelo projeto dos CPNs ,Mirela Pessatti.

O espaço será composto por 5 suítes para pré-parto, parto e pós-parto, equipadas com banheira, áreas internas e externas para caminhadas, permitindo a presença de acompanhante escolhido livremente pela mulher, além de áreas de apoio técnico e estímulo ao parto normal e humanizado.

Novo Centro de Parto Normal será construído em Guajará-Mirim — Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

Os projetos arquitetônicos e de engenharia dos centros de parto normal já foram disponibilizados pelo Ministério da Saúde.


Fonte:G1 RO


spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
spot_img
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img


Veja outras notícias aqui ▼