É gripe ou Covid-19? Especialista explica as diferenças entre as infecções

Date:

Tosse, febre, coriza, dor de garganta e no corpo: será que é gripe ou Covid-19? Desde o surgimento do coronavírus, no final de 2019, essa dúvida se tornou algo constante entre as pessoas. Afinal, estamos nos referindo à sintomas que, até então, eram comuns e pouco alarmantes e que, agora, provocam insegurança e medo por onde se manifestam.

Apesar disso, após um logo período de pandemia, as pessoas começaram a identificar algumas diferenças entre as infecções e as dúvidas diminuíram um pouco. A perda de olfato e paladar, por exemplo, são fortes indícios de que o mal-estar foi causado pelo coronavírus. Fator que ajudou e ainda ajuda as pessoas a saberem se é gripe ou Covid-19.

Surto de gripe foi provocado por mutação em variante
No entanto, uma variante do vírus da gripe, o H3N3, sofreu uma mutação recente na Austrália e vem se espalhando pelo mundo. A nova cepa já chegou ao Brasil e aumentou significativamente as filas por atendimento médico nos hospitais.

Tudo porque o número de pessoas vacinadas contra a gripe caiu nos últimos meses e, mesmo quem está com a imunização adequada, pode sofrer um pouco mais com essa variante. Visto que as atuais vacinas ainda não possuem ativos diretos para combater a nova cepa. Porém, apesar dessas flagrante falta de proteção, as infecções geradas pelo H3N3 causam os mesmos efeitos de uma gripe comum e, por enquanto, a situação não é grave, mas, merece atenção.

A grande dúvida do momento, no entanto, é saber se uma possível contaminação é gripe ou Covid-19. Para explicar melhor como cada vírus age em nosso organismo, o que eles causam e qual a melhor atitude a ser tomada, o infectologista, Dr. Ricardo Paul Kosop, respondeu algumas dúvidas sobre o assunto. Confira:

É gripe ou Covid-19?
“Como os sintomas são muito semelhantes, ou seja, todos podem se manifestar como tosse, coriza e, às vezes, até febre, entre outras ocorrências respiratórias, clinicamente é muito difícil fazer a diferenciação entre uma simples rinossinusite alérgica exacerbada e um quadro de gripe pelo vírus influenza ou até mesmo da Covid-19”, explica o médico.

A melhor maneira de tirar todas as dúvidas e saber se é gripe ou Covid-19, continua sendo a testagem. “Como estamos em uma pandemia, todo e qualquer sintoma respiratório dito novo deve ser investigado para confirmar ou negar o diagnóstico da Covid-19, já que este é o vírus com maior circulação no momento e tem grande impacto coletivo. Sendo assim, o teste ajuda tanto no diagnóstico e tratamento do paciente, como também na orientação de isolamento dele e de seus contactantes”, completa o Dr. Kosop.

Os cuidados preventivos, porém, são os mesmos em ambos os casos. O uso de máscaras, higienização constante das mãos e das superfícies e a fuga de aglomerações são as principais maneiras de evitar o contágio tanto da gripe, como da Covid-19. A vacinação, nos dois casos, também é a forma mais segura de evitar casos graves e internações.

Fonte: Dr. Ricardo Paul Kosop, médico infectologista e membro da Doctoralia

Compartilhar notícia:





Veja mais notícias

Após caçada, bebedeira e confusão entre amigos, homem acaba morto a tiros na área rural de Parecis

Na tarde desta terça-feira (18), um homicídio foi registrado...

Anvisa decide nesta quarta-feira liberação de autotestes de Covid-19

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se...

Adolescente de 13 anos tenta suicídio em abrigo de Ji-Paraná

Na noite desta terça-feira (18), a Polícia Militar e...

Pai crava faca na perna de bebê de 8 meses durante briga com esposa

Um bebê de 8 meses de idade teve uma...